Tratamento para Dependentes Químicos

clinica de recuperação para alcoólatras

clinica de recuperação para alcoólatras

explica que o alcoolismo um termo amplo para descrever qualquer consumo de álcool que cause problemas de saúde físicos ou mentais. Na medicina, o alcoolismo define-se pela presença de duas ou mais das seguintes condições: consumo de grande quantidade de álcool durante um longo período de tempo, dificuldade em consumir poucas quantidades, a aquisição e consumo de álcool ocupam uma parte significativa do tempo da pessoa, o álcool é intensamente desejado, o consumo causa o incumprimento de responsabilidades e obrigações, a clinica de recuperação para alcoólatras enfatiza que   o consumo causa problemas de saúde, o consumo está na origem de comportamentos de risco, ocorrem sintomas de abstinência e quando se interrompe o consumo, ou o corpo já desenvolveu tolerância ao álcool. Entre os comportamentos de risco estão a condução sob o efeito do álcool ou ter relações desprotegidas .

 

Embora o abuso de álcool possa afetar qualquer parte do corpo, afeta sobretudo o cérebro, coração ,fígado , pâncreas e o sistema imunitário . As complicações mais comuns são perturbações mentais, arritmia cardíaca cirrose e aumento do risco de cancro. Durante a gravidez, o alcoolismo pode causar lesões no feto que resultam em má formação.

 

As mulheres são em geral mais sensíveis do que os homens aos efeitos adversos do álcool.  Pensando em auxiliar o dependente e seus familiares a clinica de recuperação para alcoólatras, traz um tratamento altamente qualificado com profissionais que já atuam na área a mais de dez anos, tendo em vista sempre o bem-estar do usuário e de seus entes. Na clinica de recuperação para alcoólatras o tratamento parte sempre do principio humanista visando a recuperação e a inserção do individuo a seio familiar e social.

 

 Os profissionais da clinica de recuperação para alcoólatras alerta que efeito relaxante das doses iniciais, porém, desaparece com o aumento do consumo. Se o convívio com uma pessoa embriagada incomoda, isso não é nada diante dos males que o álcool pode causar e que não se restringem às doenças do fígado. A labilidade emocional que num instante transforma o alcoolista risonho num indivíduo violento é responsável não só pelo aumento da criminalidade, mas também pela desestruturação de muitas famílias.

 

Beber com moderação é possível, mas raros são os que reconhecem estar fazendo uso abusivo e nocivo do álcool. Muitos ainda não são dependentes, mas incorrem em riscos que deveriam e poderiam ser evitados. Não se pode esquecer de que a grande maioria dos acidentes de trânsito ocorre quando está no volante uma pessoa alcoolizada.

 

Na clinica de recuperação para alcoólatras antes de se iniciar o tratamento da dependência química do álcool é indispensável fazer uma avaliação clínica apurada para avaliar qual o tipo de tratamento adequado para cada caso. A população de dependentes de álcool é bastante heterogênea. Um alcoólico só é igual ao outro se olhado à distância. O sofrimento é sempre diferente.

 

Logo de cara, o dependente será avaliado pela equipe da clinica de recuperação para alcoólatras que irá avaliar se além da dependência química existe uma co-morbidade psiquiátrica, principalmente depressão e ansiedade. A associação desses transtornos com álcool é muito comum e demanda tratamento especifico.

 

Esse diagnóstico é importante para resolver a maior parte dos problemas e melhorar o desconforto que provocam. É comum instalarem-se quadros de depressão e ansiedade a partir da terceira década de vida e existe uma relação significativa entre uso de álcool e esses transtornos psiquiátricos. Em vista disso, tratar só do alcoolismo e esquecer a depressão de nada adianta, porque ela é um mecanismo poderoso que induz as recaídas.

 

Por incrível que pareça, o fato de a pessoa ter as duas doenças melhora o prognóstico, se elas forem identificadas e o paciente receber tratamento efetivo para cada uma delas. Controladas a depressão e a ansiedade, o fator de risco que estaria perpetuando a dependência do álcool desaparece e a evolução do quadro é muito melhor.

 

O tratamento com o psicológico na clinica de recuperação para alcoólatra pode auxiliar na conscientização dos efeitos nocivos do álcool e na compreensão de sentimentos e comportamentos associados à manutenção da dependência, assim como nos transtornos associados. O objetivo do tratamento é sanar os prejuízos causados no desenvolvimento das habilidades cognitivas, comportamentais e emocionais, por meio da psicoterapia (individual, grupal e/ou familiar).

 

A psicoterapia ajuda o alcoolista a aprender a desenvolver hábitos de vida mais saudáveis, auxiliando na prevenção de recaídas, na busca da resolução de problemas e a manter o autocontrole e a motivação para continuar vivendo sem o uso do álcool. Outra parte importante do tratamento é a presença constante da família.

 

A primeira etapa do tratamento na clinica de recuperação para alcoólatra é a desintoxicação, na qual o paciente entra em um período de abstinência do álcool. Ele deve ser feito com o acompanhamento de um psiquiatra.

 

Durante esse período, avaliam-se os danos físicos e mentais do consumo de álcool em grande quantidade e por tanto tempo.

 

Algumas vezes, o médico pode receitar medicamentos para auxiliar na desintoxicação. Eles trabalham controlando a impulsividade e dando sensações desagradáveis ao consumir álcool, por exemplo.

 

Após a desintoxicação, a psicoterapia é a próxima etapa para a remissão dos sintomas. A abordagem mais utilizada nesses casos é a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), que envolve a aprendizagem de técnicas para evitar recaídas, além de auxiliar na mudança de hábitos e pensamentos que podem servir de gatilho para a bebedeira.

 

A clinica de recuperação para alcoólatra trabalha com a  psicoterapia individual e  a terapia de grupo que são eficaz na prevenção de recaídas, mudança de hábitos e situações sociais.

 

Não podemos esquecer também da importância de um espaço que seja propicio para que o dependente sinta-se seguro e amparado, para que assim o tratamento tenha a eficácia desejada. Na clinica de recuperação para alcoólatra  o paciente terá um espaço arejado, com quartos amplos , quadra de lazer, ambientes para as reuniões tanto em grupo como individual , espaço para assistir TV, e um grande contato com o verde no qual irá  proporcionar momentos de paz e reflexões.

 

Codependência.

Todos nós sabemos as conseqüências e os problemas decorrentes do comportamento dos que apresentam algum quadro de dependência, seja ela química (álcool ou drogas), seja o jogo patológico, a compulsão sexual ou até mesmo a dependência afetiva ou financeira do outro.

 

Curioso é observar a dedicação e a insistência que alguns familiares, especialmente pais ou cônjuges, investem nas pessoas com problemas de dependência ou algum outro transtorno de personalidade ou de conduta. Há casos em que a pessoa suporta qualquer tipo de comportamento – e suas conseqüências, sem perceber que está abrindo mão de sua própria vida e de seus objetivos, e que seu comportamento acaba por perseverar a problemática do outro. Aliás, algumas das pessoas só se sentem úteis ao viver em função do dependente; assim é interessante para elas que o outro permaneça doente, mesmo que essa motivação seja, na maioria das vezes, inconsciente. Esses comportamentos fazem parte de um quadro patológico chamado codependência.

 

O que é codependência?


A codependência é um transtorno emocional definido entre as décadas de 70 e 80, primeiramente relacionado aos familiares de dependentes químicos. Atualmente a codependência é estendida a qualquer quadro de dependência ou transtornos graves de personalidade e de conduta. A característica principal consiste na “atadura emocional”, ou seja, a pessoa se atrelada à patologia do outro, tendo uma extrema dificuldade em colocar limites para o comportamento problemático do dependente. Por exemplo, a esposa que tolera, incansavelmente, todas as conseqüências decorrentes do alcoolismo do marido, como perda do emprego, agressividade, irresponsabilidades, etc., ou a pessoa que suporta qualquer tipo de abuso do cônjuge por medo das chantagens emocionais feitas por ele, como por exemplo, a separação.

 

Os codependentes são, na maior parte dos casos, pais ou cônjuges que vivem em função da pessoa dependente, assumindo e responsabilizando-se por todos os comportamentos problema desta e preocupando-se excessivamente por seu bem estar. O codependente não percebe que cuidando excessivamente do outro, ocorre um processo de auto-anulação – seus objetivos e necessidades acabam sendo esquecidos por ele mesmo. Resumindo, o sujeito depende da dependência do outro.

 

Quais são os sintomas?


Invariavelmente, os codependentes possuem baixa auto-estima, e sentem-se úteis e valorizados somente quando cuidam, resolvem e toleram os problemas do outro. Tudo isso porque temem perder o amor do outro, e porque necessitam da aprovação alheia, desejando serem vistos como mártires. Acredita-se com isso, que há um ganho secundário, embora exista um sofrimento muito grande ao tolerar certos tipos de abuso. Os codependentes se mostram muito solícitos, sempre prontos a socorrer o outro, não importando as circunstâncias. Apresentam dificuldade em nutrir relações saudáveis e que valorizem a autonomia e o espaço de cada um. A necessidade obsessiva em controlar e cuidar do comportamento do outro faz com que utilizem de conselhos, preocupações e gentilezas exageradas. Isso tudo acontece de forma compulsiva, as vezes sem perceber porque estão agindo dessa forma. Ainda existe um sentimento de incapacidade, pois acreditam que sua ajuda nunca é suficiente para solucionar a dificuldade do outro, e de vergonha extrema, como se o comportamento problemático do dependente fosse seu.

 

É importante diferenciar os comportamentos saudáveis de amor e cuidado existente nas relações afetivas. Na verdade, a codependência é um padrão de relacionamento egoísta, onde existe o medo de perder o controle sobre o outro e que resulta em prejuízos para saúde física e emocional.

 

Quais são as conseqüências da codependência para a vida da pessoa?


À medida que a pessoa codependente abandona suas necessidades e objetivos ao longo da vida, ela entra num processo de abandono de si mesma e de auto-destruição. Como esse padrão ocorre a longo prazo, normalmente durante vários anos, resulta em muitas perdas – perda do tempo que deveria ter sido investido em si mesmo, em seu lazer, em projetos pessoais, perda de relações que poderiam ter sido saudáveis, perda esperança em resolver o problema do outro. Isso tudo pode desencadear alguns danos para a saúde da pessoa, seja no aspecto físico através de doenças psicossomáticas ou no campo psicológico – normalmente os codependentes apresentam quadros depressivos ou ansiosos acentuados.

 

Existe tratamento? Como ele é feito?


O tratamento da codependência tem como objetivo principal fazer com que o indivíduo resgate sua auto-estima e adote um padrão de relacionamento e comportamento mais saudável, principalmente no tocante à assertividade, à percepção das necessidades individuais de cada pessoa, e à necessidade obsessiva de controlar o outro. A psicoterapia individual é primordial, além de também ser muito importante a participação em grupos de auto-ajuda, como o Codependentes Anônimos.O lema desse grupo é “só por hoje serei a pessoa mais importante da minha vida”.  Como em muitos casos o codependente apresenta transtornos como depressão e/ou ansiedade, é necessário uma consulta com o médico psiquiatra para que este avalie a necessidade do uso de medicação antidepressiva e/ou ansiolítica.

 

No entanto, embora exista todo o empenho e conhecimento cientifico dos profissionais de saúde mental sobre a codependência, o tratamento só terá eficácia após o paciente conscientizar-se e aceitar que possui um problema.

 

clinica de recuperação para alcoólatras clinica de recuperação para alcoólatras clinica de recuperação para alcoólatras clinica de recuperação para alcoólatras clinica de recuperação para alcoólatras

clinica de recuperação para alcoólatras

Atendimento 24hs

(11) 4175-0727

(11) 96474-1518 (Vivo/Whatsapp)