Tratamento para Dependentes Químicos

clinica de recuperação para menores dependentes químicos

clinica de recuperação para menores dependentes químicos

clinica de recuperação para menores dependentes químicos – Afinal o jovem deixa a escola, comprometendo o seu futuro, passa a ser agressivo com os familiares, começa a roubar em casa para sustentar o vício, passa a praticar assaltos que podem resultar em latrocínio e, algumas vezes, são presos ou mortos pelos próprios traficantes, ou morrem de overdose. O álcool, uma droga lícita, também é responsável por grandes tragédias envolvendo adolescentes. As drogas lícitas ou ilícitas não trazem qualquer beneficio aos jovens, portanto, faz-se necessário que a sociedade em geral, incluindo familiares e amigos se unam com o objetivo de conscientizar esses jovens das conseqüências que as drogas trazem para suas vidas.

O sentindo de recuperar esses jovens é a preocupação dos especialistas da clinica de recuperação para menores dependentes químicos, pois na concepção dos nossos profissionais não vemos apenas o sentindo de recuperação como afastar o jovem das drogas ou do ambiente no qual a droga esteja presente, mas sim resgatar seus valores, sua auto-estima, confiança e mostrar a esse jovem o quanto ele é capaz para realizar tudo aquilo que tanto sonha sem ter a droga como uma muleta para isso.

Com a facilidade em que as drogas estão chegando até os jovens, ou através de um amigo, ou nas baladas que na maioria das vezes não tendo a supervisão de um adulto responsável, com toda essa liberdade sem limites que os jovens desfrutam hoje em dia, os especialistas da clinica de recuperação para menores dependentes químicos enfatizam que o número de menores envolvido com as drogas sendo ela licita ou ilícita teve um aumento assustador. E é essa questão traz bastante preocupação não somente para os pais e familiares, mas também para toda a sociedade, pois o envolvimento de jovens cada vez mais cedo com drogas explica os especialistas da clinica de recuperação para menores dependentes químicos produz um efeito cascata que acaba por afetar diretamente a todos.

Para os especialistas da clinica de recuperação para menores dependentes químicos, o tratamento deve ser humanizado e multidipliscinar, o que significa reunir varias áreas para se ter um objetivo alcançado, tendo assim o conhecimento de um psicólogo, psiquiatra, terapeuta, médico especializado em tratar de dependentes químicos, enfermeiros, nutricionistas e pedagogos. Nessa visão que a clinica de recuperação para menores dependentes químicos, trabalha todo o potencial que existe no jovem, não se esquecendo de seus familiares que também estão nesse processo. Pois está tanto perdido quanto o jovem e precisam de apoio para que possam entender como ajudar e também possam se ajudar. Na clinica de recuperação para menores dependentes químicos, o ambiente no qual esse jovem será tratado também é de suma importância, pois o jovem necessitara de um ambiente equilibrado, tranqüilo, com espaço para praticas de lazer e esporte no qual se sinta protegido e se sinta a vontade para se expressar sem medo ou sem pré julgamento. Cada profissional da clinica de recuperação para menores dependentes químicos, irá ter sua função e ao mesmo tempo irão trabalhar juntos para que chegue ao objetivo Maximo que é sempre visar o melhor para o jovem, para um melhor entendimento iremos elencar qual é importância de cada profissional da clinica de recuperação para menores dependentes químicos. Os psicólogos irão compreender em sua totalidade, e da maneira mais fidedigna possível, através um olhar sistêmico, levando sempre em conta a função dos sintomas / o que estes querem dizer e para aonde estão apontando. Lembrando sempre que o indivíduo, no caso o usuário de droga, não é isolado, mas que pertence a vários sistemas; e que o tempo todo afeta e é afetado por estes. Desta forma, o fenômeno do uso de drogas é dinâmico, muito complexo, e jamais pode ser visto isoladamente. É através desta perspectiva que o psicólogo que atua na clinica de recuperação para menores dependentes químicos deve entender, agir e direcionar seu trabalho entendendo como funciona o uso e sua dependência, levando em conta, características pessoais do dependente, sua história de vida e natureza do ambiente no qual o jovem estava inserido.
O psiquiatra irá receitar remédios eficientes, solicitar exames, acompanhar todo o desenvolvimento e também entender que distúrbios, como depressão, fobias e ansiedade em geral têm causa na dependência e o psiquiatra saberá fazer a analise correta. O terapeuta usara da psicoterapia que poderá ser de forma apenas com o dependente, como também poderá envolver todos os membros da família, dependendo de cada caso assim ajudando os parentes do dependente a lidarem com a situação e ajudando o próprio dependente a se livrar de seu vício.

A atuação dos enfermeiros na clinica de recuperação para menores dependentes químicos é dar apoio ao jovem estabelecendo formas de tratamento humanizado os pacientes. Para realizar este trabalho, o profissional de saúde deve analisar a possibilidade de criar redes de solidariedade, por meio de aconselhamento sendo o acolhimento essencial neste novo modelo de cuidado. Destaca-se que esse acolhimento deve ser feito pela equipe de enfermagem de forma que a necessidade dos pacientes seja satisfeita, captando a clientela e apontando o redirecionamento, também é função do enfermeiro a distribuição dos medicamentos prescrita pelo médico responsável, entre outras os cuidados básicos para que a saúde do paciente esteja sempre controlada.

O nutricionista montara um cardápio no quão objetivo é limpar o organismo do dependente das substâncias químicas, durante e após o processo de desintoxicação, fica bastante debilitado. É comum perda de peso, perda de cabelo e até mesmo delírios. Muitas vezes ocorre falta de nutrientes necessários ao corpo. Com isso, o organismo fica fraco e bastante suscetível a outras doenças.

Os profissionais da clinica de recuperação para menores dependentes químicos enfatiza que o apoio familiar é muito importante, sendo mais ainda durante o tratamento, porém esse papel no trato com o dependente não é fácil, pois vários são os sentimentos que ela pode apresentar diante dessa situação, tais como culpa preconceito e incapacidade. Além do preconceito que os dependentes químicos  sofrem da sociedade, eles também são submetidos aos da família, que se sente envergonhada pela sociedade pelo simples fato de não terem conseguido formar um individuo “saudável” e preparado para cumprir com suas obrigações sociais. Não é possível julgá-las, pois também são vitimas da sociedade assim como o doente, mas é possível reconhecer a importância dela na vida de qualquer ser humano.

Codependência Química ocorre quando perde-se a noção de até onde deve-se ajudar o dependente de drogas e álcool. Conheça as características da doença.Descubra a quem recorrer para alcançar a cura.

Codependência Química – O que é?

A codependência química é um estado patológico em que pessoas ligadas a dependentes químicos, abrem mão de suas vidas para viverem em função dos problemas e sentimentos destes.

Indivíduos nesta situação de codependentes são afetados pela convivência com familiares ou amigos, vítimas das drogas ou do álcool. Se envolvem emocionalmente com o problema do outro a ponto de acobertarem as consequências dos atos destes dependentes.

O codependente acha-se inteiramente responsável pelo dependente e faz de tudo para minimizar as situações constrangedoras e dolorosas do álcool e das drogas.

Codependente e Dependente químicos – Os dois precisam de ajuda.

Os dois, tanto dependente quanto codependente precisam de ajuda e de tratamento. Mas, quem pode ajudar?

Quem trabalha com reabilitação humana e conta com profissionais inteiramente capacitados para lidar com os problemas do álcool e da droga.

O Grupo VIDA pode ajudar, pois trata e reabilita de dependentes químicos de drogas e álcool, desde 1988. Só quem tem tanto tempo de estrada neste ramo, pode saber como reverter esta doença.

A Clínica de Recuperação do Grupo VIDA conta com o melhor método de tratamento para estes casos. Possui elevado índice de recuperação comprovada e atua tendo como essência a humanidade no tratamento e a qualidade nos serviços prestados.

Se você ainda não conhece o Grupo VIDA, informe-se, ligue, venha ver de perto. Saiba que este é o lugar onde se pode alcançar a cura. Não somente para aquele que é codependente, mas também para seu ente querido, preso no infortúnio do vício.

Saiba que aqui moram a esperança e a conquista de dias mais felizes. Aqui pode-se sonhar com a libertação do mundo da codependência.

O Drama dos Codependentes químicos e alcoólicos?

Eles não se reconhecem como doentes emocionais. Vivem ao redor dos dependentes tentando ocultar todo o rastro deixado por eles. O objetivo é sempre esconder as situações ocorridas para evitar a qualquer custo o sofrimento do outro.

É uma relação doentia e que resulta em malefícios para ambos. Para o dependente é uma situação ruim porque facilita e encoberta seu vício. Para o codependente é terrível, pois ele sente-se culpado pelas ações do outro.

Constantemente se responsabiliza por elas. Não percebe que está vivendo uma situação irreal e que precisa de muita, muita ajuda. Vive o vício do outro, morre a cada dia um pouco, sem esperança de cura.

Com sua atuação o codependente acha que está ajudando o familiar ou amigo que tenta proteger. Na verdade só adia o reconhecimento da dependência e atrasa o começo de um tratamento sério.

Na verdade, facilita e torna cômoda a continuação do vício. Tira de sobre os ombros do dependente toda a responsabilidade de seu mal. Este jeito de agir, não caracteriza auxílio e apoio. Significa que existe um relacionamento doentio entre ambos. O codependente se compromete e assume a culpa do vício, enquanto o dependente se acomoda, se embebeda ou se droga.

O Que Caracteriza a Codependência Química?

A codependência química é um estado doentio. É uma doença crônica e progressiva. Aqueles que sofrem com esta doença desenvolvem algumas características e apresentam alguns sinais como:

  • Tomam para si toda a responsabilidade dos atos do outro.
  • Assumem os sentimentos, as escolhas, as ações e até os pensamentos e destino do dependente químico.
  • Vivem ansiedade, remorso infundado, piedade intensa e culpa em relação ao problema e situação do outro.
  • Tentam a todo custo ajudar e ficam enraivecidos quando a ajuda não funciona.
  • Possuem autoestima baixa.
  • Tem verdadeira obsessão em controlar o comportamento do dependente.
  • Considera o protegido mais importante do que ele próprio.
  • Não consegue falar abertamente de seus sentimentos em relação ao outro.
  • Prefere sofrer em silêncio a ter que ferir o outro.
  • Tem dificuldades em entender que esta codependência é doentia e que precisa de tratamento.

Codependência Química e o Tratamento

A codependência química tem tratamento. A pessoa afetada quando busca tratar-se é levada a enfrentar o desafio de aceitar suas limitações quando se trata do outro.

O paciente passa a perceber até onde pode ir e até que ponto é possível ajudar alguém. É reestabelecida a linha entre amor e permissividade.

O tratamento do codependente possibilita a redescoberta da autonomia e objetiva colocar o paciente como ser humano importante. Além disso, proporciona oportunidade de construir projeto de vida próprio sem codependência de outros.

São Metas do Tratamento:

  • Levar à aceitação de si e do outro.
  • Promover a elevação da autoestima.
  • Proporcionar ao paciente valorização de si mesmo.
  • Enfrentamento da realidade.
  • Levar a expressar seus sentimentos sem culpa.
  • Levar a percepção de que é fundamental auxiliar, dando ao outro a oportunidade de decidir que tipo de ajuda deseja

clinica de recuperação para menores dependentes químicos

Atendimento 24hs

(11) 4175-0727

(11) 96474-1518 (Vivo/Whatsapp)