Tratamento para Dependentes Químicos

Clínica evangélica feminina na zona sul

Clínica evangélica feminina na zona sul

Profissionais especializados formam uma equipe completa para a realização de um ideal tratamento na clínica evangélica feminina na zona sul, psicólogo, psiquiatra, enfermeiro, nutricionista, terapeuta ocupacional, monitores e pessoal administrativo.

A conscientização dos motivos que cada uma levava a fazer uso de drogas é o objetivo da clínica evangélica feminina na zona sul, pois a droga é utilizada para amenizar os sentimentos desagradáveis que cada pessoa carrega fazendo uso exagerado e com frequência pra não vir de encontro a esses sentimentos.

A necessidade que cada uma saiba dos porquês ao uso devem ser trabalhados por nós e pelas pacientes levando a estabilidade emocional, evitando recaídas e acreditando na expectativa de viver em sociedade de forma saudável após o tratamento na clínica evangélica feminina na zona sul.

Nós da clínica evangélica feminina na zona sul sabemos da dificuldade das famílias procurarem ajuda às mulheres que façam uso drogas, por diversos motivos e muito por estarem fragilizadas com o longo tempo de convívio com a familiar que faça uso.

A internação na clínica evangélica feminina na zona sul é uma forma de dar tranquilidade e paz, tanto para os familiares quanto para as usuárias que também querem parar e não conseguem.

A clínica evangélica feminina na zona sul é um local tranquilo, seguro e protegido, conduzida pelo pastor, onde as pacientes terão uma nova oportunidade na vida, ocorrendo tratamento e reabilitação para uma nova forma de viver.

São realizadas terapias com psicólogo e diagnosticadas pelo psiquiatra verificamos as possíveis doenças que levam ao uso, como por exemplo, a depressão, muito comum nas pacientes acolhidas pela clínica evangélica feminina na zona sul.

A clínica evangélica feminina na zona sul também é licenciada pela vigilância sanitária, corpo de bombeiros e possuem alvará de funcionamento, procure-nos se precisar de ajuda.

Codependência

 “Ninguém cria filho para ser dependente químico. A gente quer que ele seja advogado, médico ou qualquer outra profissão que faça ele feliz, menos dependente químico”. O relato é de uma mãe que lutou – durante anos – para a recuperação do filho de apenas 18 anos. A reportagem do Cada Minuto não identificará a mãe e usará um nome fictício para contar o caso.

Definida como um transtorno de relacionamento caracterizado pelo fato de uma pessoa ser controlada pelo comportamento de outra pessoa a qual é ligada emocionalmente, a codependência é classicamente mais definida dentro da clínica das dependências de substâncias psicoativas.

A origem deste tipo de transtorno de relacionamento, comumente observado entre familiares, profissionais e companheiros de pessoas dependentes de álcool e drogas, é o comportamento de uso prolongado e disfuncional de substâncias psicoativas e a crença de que esta pessoa necessita de altas doses de amor, aceitação e proteção para que pare de se drogar.

Como consequência, o codependente passa a se preocupar mais com o dependente do que consigo próprio e a ser dominado pelas necessidades e desejos do outro. Este tipo de padrão de pensamentos e comportamentos se torna, com o tempo, tão compulsivo e prejudicial quanto a própria adição da pessoa que queremos ajudar. É como se a pessoa se tornasse dependente do dependente de drogas.

Os principais sintomas da codependência são: dificuldades para estabelecer e manter relacionamentos íntimos, bloqueio emocional, perfeccionismo, necessidade obsessiva de controlar a conduta do outro, comportamentos e condutas compulsivas, sentimento excessivo de responsabilidade pela conduta do outro, sentimentos profundos de incapacidade, autoimagem negativa, dependência da aprovação externa, dores crônicas de cabeça e costas, gastrite e diarreias crônicas e depressão

Ajuda é possível

Sobre o Amor-Exigente

Desde 1984, a ONG Amor-Exigente (AE) atua como apoio e orientação aos familiares de dependentes químicos e às pessoas com comportamentos inadequados. Através de um eficiente programa de auto e mútua ajuda, o Amor-Exigente desenvolve preceitos para a reorganização familiar, sensibilizando as pessoas e levando-as a perceber a necessidade de mudar o rumo de suas vidas a partir de si mesmas, proporcionando equilíbrio e melhor qualidade de vida. Como diz o seu lema: torná-las CADA VEZ MELHOR!

Este programa, que há mais de 3 décadas funciona e dá certo, é praticado por meio de 12 Princípios Básicos, 12 Princípios Éticos, Espiritualidade Pluralista e Responsabilidade Social, através de reuniões semanais, cursos e palestras, sempre com a dedicação e comprometimento dos milhares de voluntários espalhados por todo o Brasil, Argentina e Uruguai.

Visando maior abrangência do seu movimento de proteção social, o Amor-Exigente expandiu seu programa, dando origem aos projetos especiais: Prevenção – visa desestimular a experimentação e uso de tabaco, álcool e outras drogas através de uma abordagem educativa junto a pais, avós e professores para ajudar na formação de seus filhos, netos e alunos; Sobriedade – esse trabalho com abordagem distinta, destina-se especialmente às pessoas em processo de recuperação pelo uso e abuso de álcool e outras drogas; Amor-Exigentinho – proposta voltada para o público infanto-juvenil que utiliza os Princípios Básicos do Programa de forma lúdica, clara e objetiva, visando auxiliá-lo a adotar atitudes responsáveis e saudáveis; Sempre É Tempo – focado nos adultos da Melhor Idade que muitas vezes passam pela “síndrome do ninho vazio” ou com o desafio de cuidar dos netos enquanto os pais trabalham e/ou estudam.

Sobre a FEAE

A FEBRAE- Federação Brasileira de Amor-Exigente – teve sua fundação instituída em 18 de novembro de 1984. Surgiu da necessidade de congregar os grupos que vinham atuando na linha do Programa Amor-Exigente (AE), de modo a favorecer maior eficiência e melhores resultados.

Com o alto nível de credibilidade do Programa, mais e mais grupos de ajuda mútua, para dependentes químicos e familiares, foram-se instalando. Assim, para preservar a integridade da proposta de trabalho com Amor-Exigente, sua linha de funcionamento e objetivos, foi instituída a FEBRAE.

Em 2009, com a criação do Novo Estatuto, o nome da federação mudou para FEAE – Federação de Amor-Exigente , acolhendo assim os grupos que nasceram fora do país e ampliando as fronteiras para a atuação do movimento. A sede da FEAE é em Campinas, SP.

Clínica evangélica feminina na zona sul

Atendimento 24hs

(11) 4175-0727

(11) 96474-1518 (Vivo/Whatsapp)