Tratamento para Dependentes Químicos

Internação involuntária para alcoólatra

Internação involuntária para alcoólatra

O alcoolismo, também conhecido como “síndrome da dependência do álcool”, é uma doença que se desenvolve após o uso repetido de álcool, tipicamente associado aos seguintes sintomas (que não necessariamente ocorrem juntos):

Vamos começar nosso texto tirando algumas duvidas que permeiem o pensamento da maioria da sociedade, e o que lhe foi incontido durante décadas. Será o alcoolismo uma doença ou simplesmente uma falta de caráter? Graças as pesquisa feita por profissionais da área da saúde incluindo psicólogos, psiquiatras e médicos de outras áreas, podemos hoje saber a diferença, ao qual levaram a um preconceito sobre o alcoolismo.

Segundo especialistas as pessoas desconhecem quem tem os sintomas do alcoolismo e por sua vez nem percebe que já estão caminhando para o vicio, para sanar as duvidas a Internação involuntária para alcoólatra irá tratar sobre o tema em questão.

Compulsão: uma necessidade forte ou desejo incontrolável de beber
Dificuldade de controlar o consumo: não conseguir parar de beber depois de ter começado
Sintomas de abstinência física: como náusea, suor, tremores e ansiedade, quando se para de beber.

Tolerância: necessidade de doses maiores de álcool para atingir o mesmo efeito obtido com doses anteriormente inferiores ou efeito cada vez menor com uma mesma dose da substância.

Com essas informações a Internação involuntária para alcoólatra, ressalta a importância das pessoas se policiarem na questão do uso de álcool, pois na maioria das vezes não é perceptível que a pessoa está entrando em um estágio de dependência.

O que leva uma pessoa dependente do álcool ter vergonha de procurar ajuda ou então achar que não está viciada e que simplesmente ela pode parar quando quiser, pois apenas mais uma dose não te fará mal, é assim que pensa uma pessoa que está perdida no caminho obscuro do vicio do álcool.

Por essas questões que a Internação involuntária para alcoólatra ressalta a importância de se ter o primeiro passo e tomar a decisão de pedir ajudam, pois sozinho o viciado não conseguira vencer essa batalha.

Reconhecer que precisa de ajuda para um problema com álcool talvez não seja fácil. Porém, tenha em mente que, o quanto antes vier à ajuda, melhores serão as chances de uma recuperação bem sucedida.

Hoje temos lugares especializados que ajudam o dependente a sair do vicio, pois antes a questão do vicio não era tratada como doença e na maioria dos casos as pessoas morriam devido às doenças que o álcool acarreta.

Temos nos dias de hoje médicos especializados em tratamento de substancias licitas que é o caso do álcool e lugares que estão preparados para ajudar essas pessoas que estão no caminho do vicio, que é a Internação involuntária para alcoólatra.

O que vem a ser uma Internação involuntária para alcoólatra, é um espaço destinado a ajudar a resgatar a vida de dependentes do álcool e também envolve o apoio aos seus familiares. Resumem-se a espaços físicos preparados, e onde são criadas micro-sociedades, que contém todos os elementos de uma grande comunidade ou sociedade, mas com um objetivo específico terapêutico no tratamento do alcoolismo.

A Internação involuntária para alcoólatra são minuciosamente organizadas e preparadas para responder às exigências de tratamento de cada caso de alcoolismo em particular, oferecem tratamentos direcionados e diferenciados de acordo com as exigências terapêuticas de cada paciente.

Podem existir num grupo de tratamentos diversos tipos de abordagem terapêutica, em
regra geral uma Internação involuntária para alcoólatra oferece um ambiente bem preparado e seguro, com uma forte estrutura de limites e expectativas, onde os membros têm a oportunidade de chegar a um acordo com o seu passado dentro de um ambiente de tratamento envolvendo outros membros, funcionários e terapeutas.

Dentro de uma Internação involuntária para alcoólatra tem como parte integrante dos tratamentos, experiências individuais e de grupo para despertar habilidades criativas e sociais, e são estabelecidas algumas atividades.

Uma Internação involuntária para alcoólatra funciona em três linhas fundamentais:
Disciplina – Vencer as defesas internas da doença não é fácil para o dependente.
Trabalho – O dependente perde, com a vida de dependência, um dos elementos primordiais da vida em sociedade: o trabalho. Aqui é feita uma integração a nível laboral e até mesmo profissional.

A Internação involuntária para alcoólatra tem um papel fundamental na desintoxicação, tratamento e integração social e profissional dos dependentes do álcool.

Não tendo acesso as informações necessárias e corretas as pessoas acham que beberem algumas doses não irão implicar em nada a saúde, segundo a Internação involuntária para alcoólatra o efeito do álcool no organismo traz complicações às vezes irreversíveis para o dependente.

O alcoolismo implica aumento do risco para várias complicações de saúde, como doenças do fígado, problemas gastrointestinais, pancreatite, neuropatias periféricas, problemas cardiovasculares, prejuízos cerebrais, imunológicos, anemias, osteoporose e câncer. Vale lembrar que, para algumas pessoas, de acordo com idade, gênero e aspectos individuais de saúde, o consumo pesado e continuado de bebidas alcoólicas por muitos anos, mesmo que não seja diagnosticado como alcoolismo, pode estar relacionado às doenças mencionadas.

Temos também que avaliar que o álcool afeta o sujeito na sua vida social, parte dos acidentes de trânsito, comportamentos anti-sociais, violência doméstica, ruptura de relacionamentos e problemas no trabalho são provenientes do uso nocivo de álcool.

Vale à pena ressaltar que o individuo que está no caminho do alcoolismo não consegue enxergar sozinho que ele está doente, e é nesta hora que se faz de suma importância a ajuda dos familiares e de uma Internação involuntária para alcoólatra e seus profissionais preparados para apoiar o dependente a sair do vicio e encontra de volta seu lugar no seio familiar e se reestruturar de volta a sociedade.

Codependência
A codependência é uma doença silenciosa que mexe com o íntimo de alguém. O codependente se envolve tanto com a vida do dependente que não percebe sua auto anulação. O presente artigo traz a definição de codependência, sua origem, suas causas e consequências, além de mostrar o que o Estado e a sociedade civil podem fazer para amenizar esse sofrimento.

Introdução
As pessoas que sofrem com a dependência química sofrem com as consequências e com os problemas decorrentes do comportamento.

A dependência química é considerada uma doença de múltiplas causas, progressiva, familiar, crônica, incurável, porém tratável. Existem políticas públicas para melhorar ou minimizar a situação de alguém. Crianças e adolescentes por serem pessoas em desenvolvimento merecem atenção especial através das políticas públicas sociais. Essas políticas têm como alvo principal o dependente químico. Contudo as famílias desses dependentes adoecem junto com eles e, também, precisam de ajuda. É nesse aspecto que há uma falha na elaboração de políticas sociais. O tratamento deve ser sistêmico, pois se a família falhar o usuário falhará também. Por essa ausência de apoio às famílias é que muitas delas se tornam codependentes dos dependentes químicos.

Origem
O termo Codependência teve origem nos estudos com a dependência química e foi atribuído aos familiares.

Partindo do princípio de que os familiares de dependentes químicos também apresentariam uma dependência.
Não das drogas, mas dependência emocional ou uma preocupação constante e fixa no dependente.

Posteriormente, tornou-se claro que não é necessário conviver com um dependente químico para sofrer de dependência emocional.

De início, a descrição deste quadro incluía apenas familiares de pacientes alcoólicos, mas com o tempo o seu significado foi ampliado e atualmente o termo codependência também inclui a conduta de familiares e/ou pessoas significativas que têm um problema de comportamento no relacionamento de intimidade.

Internação involuntária para alcoólatraNosso Blog:

Nosso face:

Telefone 24 horas: (11) 96474-1518

Internação involuntária para alcoólatra

Atendimento 24hs

(11) 4175-0727

(11) 96474-1518 (Vivo/Whatsapp)